A Vida do Siga-me

2020

O famigerado 2020 definitivamente não aconteceu como sonhamos em 2019. Certamente foi o mais atípico em todo os meus 26 anos de vida. Vi mutas pessoas perderem seus empregos, outras perderem parentes queridos, ouso dizer que também tiveram aqueles que perderam sua sanidade mental. Uma pandemia que começou em março teve força suficiente para desestruturar muitos lares ao redor do mundo. Um vírus é tido como responsável por arruinar esse ano.

A cada mês que se passava uma nova notícia surgia na mídia, tivemos um pouco de tudo: ameaças de guerras, vulcões, corrupção, explosão, protestos e claro, não podemos deixar de citar as nuvens de gafanhotos. Há quem diz que aqueles que sobreviverem a esse ano, jamais serão abalados novamente.

Em um ano de aulas a distância, Deus me ensinou bem de pertinho que sempre existirão duas opções ao se planejar a vida: focar no que é eterno, ou no que é transitório.

No livro de Eclesiastes temos relatos do rei Salomão, o mais rico e poderoso de sua época. Um rei que desfrutou de TODOS os prazeres que a terra tinha a oferecer, e mesmo assim chegou a uma terrível conclusão: “Tudo sem sentido! Sem sentido! Nada faz sentido!” (Ec 12.8). Se dinheiro, poder, fama, trabalho e relacionamentos não trazem sentido a vida, o que traz?

Aquilo que é ETERNO! O Caminho que não muda apesar dos anos. A Verdade que permanece em meio ao caos. A Vida que flui na pandemia. Jesus Cristo, ressurreto dentre os mortos.

Esse ano não foi em vão e tão pouco deve ser cancelado. Jó não cancelou sua vida mesmo com todas as adversidades impostas sobre ele, muito pelo contrário, Deus em sua Palavra faz questão de registrar algumas vezes que em tudo o que sofreu, Jó não pecou com seus lábios. Jó perdeu todas as coisas que havia conquistado nessa vida terrena. E ao ser contestado por sua esposa a respeito de todo o mal que estava tendo que suportar e aconselhado a amaldiçoar Deus, ele firmemente responde: “Você fala como uma doida. Temos recebido de Deus o bem; por que não receberíamos também o mal” (Jó 2.10). Essa resposta só pode sair da boca de Jó porque ele focava no eterno e não no que era passageiro.

Nossa busca pelo Eterno não deve ser interrompida pelo fato de enfrentarmos adversidades, ainda que não possamos entender exatamente o que está acontecendo. Que assim como Pedro, possamos perceber que apenas Um traz sentido as coisas, que apenas Um tem poder para salvar, que apenas Um intercede por nós junto ao Pai. Que foi por esse Um ter morrido em nosso lugar que hoje temos livre acesso a Deus.

Que em 2021 você encontre a vida eterna, que em 2021 você seja um com Cristo!

“Senhor para quem iremos? Se só tu tens as palavras de vida eterna?” (João6.68)

JG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s