A Vida do Siga-me

Nada de quarentena por aqui – ODQ

28 de maio, 2020

Estou casada há cinco meses e cursando enfermagem. No 2º semestre do ano passado fui chamada para trabalhar na Secretaria de Saúde de Bragança Pta. e era tudo o que eu queria – o sonho de todas as minhas colegas de faculdade. Meu coração transbordava de gratidão e alegria pela oportunidade que o Senhor estava me dando. Eu, mesmo tão nova, já iria trabalhar na minha área a aprender tanto, contudo menos de um anos depois da grande notícia, toda a minha gratidão deu lugar para amargura assim que saiu a notícia de que não teríamos quarentena.

Todos estavam em casa, alguns surtando outros confiando, e para mim nada tinha mudado, o trabalho não parou e convenhamos, não tinha como parar! Cada post nas redes sociais sobre o “tédio” de estar em casa era motivo de rebuliço dentro do meu coração, e por algumas semanas a triste situação do nosso país era desculpa suficiente para justificar meu coração egoísta. 

É incrível como somos rápidas para encontrar motivos “moralmente admissível”, embrulhar nossos pecados com eles e pronto: o pecado fica bonito e aceitável. Entretanto, e graças a Deus, aos poucos o Espírito Santo foi rasgando o embrulho e trazendo à tona a sujeira que estava escondendo. Foi então que começou o verdadeiro aprendizado.

O primeiro rasgo foi feito pelo meu marido, que sempre paciente e corajoso – corajoso porque confesso que às vezes tenho muita dificuldade em aceitar quando estou errada, então me confrontar nem sempre é uma tarefa fácil. Ele fez um simples comentário: “Nossa você já parou para pensar o quanto nosso Deus tem cuidado de nós, já que mesmo no meio de uma pandemia nós dois estamos empregados e podendo trabalhar?” Ah, esse comentário não foi nada simples e ao entrar em meu coração foi de encontro, e um encontro bem doloroso com meu ego, que ainda não sarou completamente. Na verdade, a minha oração é para que ele continue doendo por um bom tempo, pois assim eu continuarei sendo tratada e medicada por Deus.

O segundo rasgo foi em uma videochamada com minhas parceiras de oração, eu desconfio de que elas não tem noção do quanto o Senhor as usou em minha vida naquele dia. Não foi nenhuma frase em específico, foi apenas o posicionamento de cada uma diante as situações de suas vidas. Eu estava tão encolhida olhando apenas para a “injustiça” de não poder ficar em casa que esqueci completamente de olhar o todo!

E foi assim que meus olhos foram se abrindo e eu pude reconhecer a graça e misericórdia de Deus em minha vida, durante todo o tempo, ainda que o mundo estivesse em quarentena e eu seguisse trabalhando mais do que o normal. Hoje, vejo o quanto o Senhor trabalhou na minha vida em meio a essa crise e reconheço ainda mais o quão precioso é cultivar relacionamentos. Pois ainda que distantes fisicamente, é através deles que podemos crescer ainda mais. Pessoas foram extremamente importantes para me mostrar que Deus sempre esteve lá, Ele sempre está e estará eternamente!

“O Senhor é quem irá à sua frente. Ele estará com você, não o deixará, nem o abandonará. Não tenha medo, nem fique assustado.” (Deuteronômio 31:8)

NR
(Noemi faz parte da nossa equipe agora, conheça mais sobre ela aqui)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s