A Vida do Siga-me

Vamos sobreviver?! – ODQ

19 de março, 2020

Estamos de quarentena, começou com a china e se espalhou pelo mundo. Não parece real! Ontem fui liberada do trabalho, não se sabe até quando, uns dizem 15 dias, outros 1 mês e tem os que acreditam que essa pandemia ainda vai longe. Eu? Eu confio no tempo de Deus.

Agora já são 88 dias em casa, saindo apenas para o essencial. São 84 dias trabalhando em meu quarto, 88 dias sem abraçar pessoas queridas. Ao longo desses dias eu decidi continuar com o hábito de anotar reflexões, orações e sentimentos em meu caderno. E vez ou outra sou motivada pelo Espírito Santo a reler algumas dessas páginas. Deus tem ensinado muito ao meu coração, e eu sei que não sou a única. Pensando nisso, começo com esse texto uma nova série aqui no blog: O Diário de Quarentena. Nessa série teremos a oportunidade de sermos abençoados através de pessoas que, assim como eu, também registraram tudo aquilo que Deus tem trabalhado nesses preciosos 88 dias.

15 de junho, 2020

Olhar as notícias não é nada animador. Cada dia um novo caos se instala em algum canto do mundo, e se eu não tomar cuidado esse pânico pode controlar meu coração também. Isso me faz parar e voltar minha atenção para a melhor fonte de boas novas. Como pode um livro tão antigo ser tão atual e vivo?! Certamente muitas pessoas hoje se identificariam com a história de Jó. Um servo fiel e querido do Senhor, que teve sua vida virada de ponta cabeça – diferente de nós, Jó não pode ligar o jornal e se preparar para o que enfrentaria. Todos os seus filhos foram mortos, perdeu todos os seus bens, seus negócios faliram e sua mulher o deixou. Como se não fosse o bastante, também foi acometido de uma doença (sem cura – olha que “ironia”). E a cereja do bolo foi ter que, em meio a toda essa “desgraça”, separar um tempo para discutir teologia com seus amigos. Jó teve todos os motivos possíveis para abandonar a Deus e morrer, porém ao seu respeito o Senhor declara que em tudo isso ele não pecou com os seus lábios. Como é possível?

Como sobreviver em meio ao caos?!

“Então Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça, prostrou-se em terra e adorou.”
(Jó 1.20)

Em momentos como o que temos vivido é extremamente difícil tirar os olhos do caos e os fixar em Ti. Não tem problema sofrer, Jó sofreu e isso fica claro por ele ter rasgado suas vestes e raspado sua cabeça. Ele estava em luto. Entretanto, ao prostrar-se com seu rosto na terra ele elevou seu coração ao céu – pois o Senhor não rejeita um coração quebrantado e humilde.

Pai, já foram 88 dias e ninguém sabe ao certo quantos ainda estão por vir. Independente de quantos ou de como serão, continue nos ensinando aquilo que Paulo aprendeu há anos: estar contente em toda e qualquer situação. Que nosso coração e nossa mente aprenda a se adaptar às situações, olhando sempre a partir do Teu ponto de vista. Que nossa concentração esteja naquilo que o Senhor nos chamou para fazer, que nossos esforços se voltem para o Teu Reino que é eterno. Nos console em meio às perdas, nos fortaleça em meio às frustrações, nos sustente em meio ao desemprego, e em tudo nos leve a ter um coração disposto a se prostrar em adoração.

“Portanto, não se preocupem, dizendo: “Que comeremos?”, “Que beberemos?” ou “Com que nos vestiremos?” Porque os gentios é que procuram todas estas coisas. O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de todas elas. Mas busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas lhes serão acrescentadas. — Portanto, não se preocupem com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.” (Mateus 6.31-34)

JG

Um comentário em “Vamos sobreviver?! – ODQ”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s