A Vida do Siga-me

Daniel 3 – Prontos para morrer

No texto anterior vimos um pouco sobre o contexto em que se passa o livro de Daniel, vimos também que ele e seus 3 amigos Hananias, Misael e Azarias foram escolhidos pelo próprio rei Nabucodonosor, os amigos para servir na administração da província da Babilônia e Daniel como um dos sábios da corte. Leia Daniel 1 e 2 para entender melhor.

Acontecimentos

No capítulo 3 temos o rei Nabucodonosor mandando construir uma grande imagem de si mesmo, o que demonstra um sério problema de egolatria, ele não queria apenas uma estátua de ouro gigante, ele declara ao povo por meio do arauto que “no momento em que ouvirem o som da trombeta , da flauta, da harpa, da cítara, da lira, da gaita de foles e de todo tipo de música, vocês se prostrem e adorem a imagem de ouro que o rei Nabucodonosor levantou. Quem não se prostrar e não adorar será, no mesmo instante, lançado na fornalha” (v.4-6). Ainda que no capítulo anterior o rei tivesse reconhecido o Deus de Daniel como o Deus dos deuses, é preciso entender que todos os povos eram politeístas, ou seja, adoravam mais de um deus. Dessa maneira, para eles o pedido de se prostrar era apenas colocar mais um deus em suas listas.

Os judeus pelo contrário, eram monoteístas, adoravam apenas um deus, Yahveh, o Grande Eu Sou, o Senhor dos senhores. Por isso, quando os instrumentos tocam os três amigos tomam uma decisão. Os homens caldeus não perdem tempo e imediatamente se aproximam e os acusam para o rei. Provavelmente o que os leva a acusarem os judeus é inveja e vingança, pois no capítulo 2, versos de 5 a 8, vemos que os caldeus não foram capazes de revelar e traduzir o sonho do rei, mas Daniel foi, o que fez com que o Rei o exaltasse.

No verso 15, Nabucodonosor resolve dar uma segunda chance para que eles não fossem lançados na fornalha. E decididos a se manterem firmes, eles negaram mais uma vez, conscientes de que Deus tinha poder para livrá-los da fornalha, ainda que não soubessem se essa era mesmo a vontade dEle. A ira do rei foi tamanha que mandou que aquecessem 7 vezes mais a fornalha e os amarrassem, de tão quente os soldados que os jogaram acabaram morrendo. Para espanto do rei, ele avista 4 homens andando entre as chamas. Deus livrou os 3 amigos de Daniel, enviando um anjo do Senhor (alguns estudiosos defendem a ideia de ter sido uma manifestação de Jesus). E agora, além do rei reconhecer mais uma vez o Deus de Sedraque, Mesaque e Abede-Nego, cria um decreto proibindo que blasfemem contra Ele e ainda faz com que os rapazes prosperem.

Aplicações

É interessante notar que quando o rei os oferece a segunda chance, ele também pergunta se eles estão prontos para adorar a imagem. É quase como se perguntasse se eles estão prontos para pecar. E ainda questiona a existência de Deus ou o seu poder. Mas essas indagações não abalam a convicção dos 3 jovens.

Se analisarmos com cautela, o Estado sempre se esforça para propor leis que vão contra aquilo que os cristão acreditam. A respeito disso, o pastor Augustus Nicodemus afirma “nas universidades os jovens se deparam com o marxismo cultural que vem de braços dados com o darwinismo, naturalismo, materialismo, evolucionismo. Que fazem pressão contra os jovens, com o objetivo de fazê-los abandonar toda a forma de confiança em Deus”. A todo custo o Estado quer intervir na forma como educamos nossos filhos, quer redefinir não somente o conceito de família, mas o tipo de relação sexual também, sem contar que tentam definir questões metafísicas a respeito da origem da vida. São em questões como essa que os cristão precisam tomar uma decisão: você está pronto para pecar?

A fidelidade é muito mais importante e valiosa do que a vida. Não devemos temer aquilo que prejudica o corpo, mas devemos nos preocupar com o que destrói a alma. Ao olharmos para cruz de Cristo nos deparamos com uma fidelidade que não abre mão dos absolutos de Deus em troca de continuar vivendo. Jesus aceita receber todo o cálice da ira do Senhor, aceita sofrer e morrer em nosso lugar. Jesus sabia que a fidelidade ao Pai era muto mais preciosa do que qualquer pressão e sofrimento que Ele viesse sofrer. Quando é levado ao deserto para ser tentado por satanás, Jesus deixa claro onde está a convicção de sua fé, uma vez que Ele responde a cada tentação com “está escrito”.

É apenas na Palavra de Deus que encontramos um alicerce sólido para nossa fé, é pela Palavra que entendemos que “o viver é Cristo e o morrer é lucro” (Filipenses 1.21). Enquanto para o rei e para as outras pessoas o ato de se prostrar era apenas adicionar mais um deus a lista, para Sadraque, Mesaque e Abede-Nego era, além de infringir uma lei do Senhor, colocar em cheque a fidelidade e a confiança deles no Deus todo poderoso. Para eles era melhor morrer do que pecar contra o Senhor.

Talvez não sejamos expostos a situações tão drásticas assim, que coloquem a nossa vida em risco, mas será que por muito menos já não temos aberto uma brecha e nos prostrado a pequenos deuses. Apenas para a sua reflexão: Quanto tempo você gasta nas redes sociais? Quanto tempo você passa lendo a Bíblia e orando? Quantos filmes e séries você assiste por mes? Quantas vezes vocês se importou mais com a opinião das pessoas do que com o que Deus pensa? Quantas vezes você já mentiu para não se prejudicar no trabalho ou na escola?

Ceder a pressão do pecado pode destruir minha vida mais do que o fogo da fornalha. Entenda que ser fiel é um imperativo, preservar a vida não é. Esteja pronto para morrer, mas não para pecar!

JG

LINK DOS DEVOCIONAIS
Daniel 1 e 2 – Influencer
Daniel 3 – Prontos para morrer
Daniel 4 e 5 – Atente-se ao alerta
Daniel 6 – Um chamado a resistência
Daniel 7 e 8 – Xeque-mate
Daniel 9 – Vida de oração
Daniel 10 a 12 – Não há o que temer

6 comentários em “Daniel 3 – Prontos para morrer”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s