Devocional

Daniel 1 e 2 – “Influencer”

Para tirar maior proveito do nosso estudo sobre Daniel precisamos doar um pouco do nosso tempo para entender o contexto de onde o livro se encontra. Daniel é um livro do antigo testamento (antes de Jesus) e é considerado do grupo dos profetas maiores. O autor do livro é o próprio Daniel e o contexto histórico se passa logo após o primeiro ataque da Babilônia contra Jerusalém, dessa forma Deus entrega Jerusalém ao rei Nabucodonosor por conta da idolatria do povo de Israel e sua rebeldia em não ouvir os profetas.

Para guiar nosso estudo vamos sempre dividir o texto em: acontecimentos e aplicações.

Acontecimentos

No capítulo 1 vemos que Daniel, Hananias, Misael e Azarias junto com outros jovens entre 12 e 16 anos são levados para serem preparados durante 3 anos afim de servirem ao rei. É válido saber que ao completar 12 anos os jovens judeus começavam oficialmente a frequentar o templo, eram consagrados e passavam a estudar a lei. O rei Nabucodonosor usa uma estratégia para acabar com uma nação, ele faz isso ao tentar realizar uma troca de identidade. Ensinando outra língua; mudando costumes, especialmente a dieta (a comida é o que diferencia um povo); mudando os nomes deles e a religião.

Daniel não podia se opor a tudo, mas ele fez o que estava ao seu alcance para não perder sua identidade. Ele resolveu não se contaminar, e uma decisão só tem valor quando acompanhada de uma ação, então nos versos de 12 a 13 Daniel se dispõem a falar com seus superiores sobre a dieta. Ele não queria comer as iguarias do rei e transgredir as leis do Senhor. Ele assume o risco. O Senhor reconhece o ato de Daniel.

O resultado de sua decisão é que “a aparência dos quatros jovens era melhor do que todos os jovens que comiam das finas iguarias do rei” (v.15) e “a estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e inteligência em toda cultura e sabedoria. Mas a Daniel deu inteligência para interpretar todo tipo de visões e sonhos” (v. 17). E não apenas isso, mas ao final do treinamento os 4 jovens surpreenderam o rei e foram escolhidos pelo próprio rei.

Já no capítulo 2 durante o segundo ano do reinado de Nabucodonosor, ele tem um sonho que o deixa perturbado, e manda chamar os magos, encantadores e feiticeiros para revelar o que significava o sonho, esses por sua vez tinham o costume de consultar o céu (astros) para achar respostas. Nabucodonosor não queria ser enganado então se recusou a contar o seu sonho, e queria que os magos mesmo contassem e traduzissem. Como isso não aconteceu, o rei ficou extremamente furioso e mandou matar todos os sábios da Babilônia.

Então Daniel e seus amigos foram chamados para receber suas sentenças. Nesse momento crucial, “Daniel, com cautela e prudência” (v. 14 a) mais uma vez resolve agir. Ele demonstra humildade e sabedoria ao chegar até o rei e pedir que lhe dê um pouco de tempo para revelar o sonho. Essa atitude também deixa evidente a confiança que o jovem Daniel tinha em Deus, de que Ele revelaria o sonho.

Em casa, pede que seus amigos orem clamando por misericórdia a Deus. O pastor Hernandes Dias Lopes ilustra bem esse momento dizendo que “enquanto os magos e adivinhos recorriam ao céu em busca de respostas, Daniel e seus amigos buscavam o Deus dos céus”. O mistério é revelado a Daniel, que engrandece Deus por mais uma vez livrá-los do perigo.

Ele foi o único capaz de traduzir o sonho, que era sobre uma grande estátua de quatro tipos de metal, que representavam uma sequência de reinos da qual a cabeça é a Babilônia. Contudo, uma grande pedra caia e destruía a estátua a transformando em uma grande montanha. Daniel explica que se trata de um sonho sobre o futuro, em que todos esses reinos encherão a terra de maldade e violência , até que um dia o Reino de Deus virá humilhará e confrontará esses reinos. Como resultado, Nabucodonosor reconhece o Deus de Daniel e seus amigos e os exalta, dando cargos melhores a cada um deles.

Aplicações

Não importa qual seja a época, o povo de Deus sempre vai ter um desafio: manter firme o ânimo, a esperança e a fé em Cristo. E o mundo vai atacar sem dó nem piedade com diferentes estratégias para garantir uma nova identidade. Por trás de toda ideologia sempre há o propósito de mudar quem Deus diz que você é. Não levante outras bandeiras, levante sua cruz e siga. Não seja influenciado pelo mundo, pelas tendências, pelos “ismos” da vez (marxismo, feminismo, e ladeira abaixo).

Seja influenciado pelo Evangelho de Cristo, que se deu por nós e em nosso lugar, deixe a cruz te influenciar. Assuma o papel que está em alta nos dias de hoje de “INFLUENCER“, que tem por definição do google: “O influencer é a pessoa que detém o poder de influência em um determinado grupo de pessoas. Os influenciadores digitais impactam centenas e até milhares de seguidores, todos os dias, com o seu estilo de vida, opiniões e hábitos.”

Para isso é preciso se apegar a Palavra, lembrar o que está escrito nela e meditar de dia e de noite, para manter os olhos fixos em Jesus. Essa deve ser a base para tomar qualquer decisão. É possível dizer “não” a pressão do mundo. Crer que Deus está no controle não impediu Daniel de agir, e também não deve nos impedir. Deus recompensa e honra aqueles que se mantem fiéis a Ele mesmo em meio às adversidades.

Influenciar as pessoas a não se contaminarem requer mais do reconhecer o Deus de Daniel como o Deus verdadeiro, é aceitar o Deus de Daniel como o seu próprio Deus também, um Deus que se revelou a nós através de seu Filho, e Ele o entregou para morrer por nossos pecados afim de restaurar nosso relacionamento com o Pai.

Deus é soberano, Ele está no controle de todas as coisas e a nossa esperança é a cruz. Se eu não crer nisso serei sempre influenciado e não “influencer

JG

LINK DOS DEVOCIONAIS
Daniel 1 e 2 – Influencer
Daniel 3 – Prontos para morrer
Daniel 4 e 5 – Atente-se ao alerta
Daniel 6 – Um chamado a resistência
Daniel 7 e 8 – Xeque-mate
Daniel 9 – Vida de oração
Daniel 10 a 12 – Não há o que temer

6 comentários em “Daniel 1 e 2 – “Influencer””

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s