A Vida do Siga-me

Passe pela porta

A frequência cardíaca aumenta, as batidas parecem ensurdecedoras, frio na barriga e calafrio na espinha. Um mix de emoções, uma corrente de energia que passa por todo o corpo milésimos de segundos antes de, mais uma vez, fazer o mal que tanto se evita. Essa sensação de perigo eminente não é empecilho para que o coração decrete que sua vontade prevalecerá. E indo contra todos os avisos, ignorando todas as saídas, o coração se entrega ao seus próprios “direitos”. Esse desejo, tendo consumido, dá à luz o pecado.

Uma das perguntas mais frequentes feita por cristãos é: “se sabemos o que é o certo a se fazer, por que escolhemos fazer o errado?”. Acalme sua alma, esse não é um questionamento recente, Paulo mesmo já se deparou com essa crise há alguns anos, em Romanos, capítulo 7 ele contesta:

Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto […] Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim, mas não o realizá-lo. Porque não faço o bem que eu quero, mas o mal que não quero, esse faço” (v.15, 18-19).

O Pr Yago Martins ajuda a entender que “o real problema do ser humano, no entanto, é a corrupção do coração e o homem está disposto a deturpar tudo e destruir tudo aquilo que toca. A corrupção do coração humano sempre faz com que o homem olhe somente para si“. Na sua incansável tentativa de satisfazer seus desejos e lutar por seus “direitos” o coração não poupa nada e nem ninguém. Quando se trata do coração devemos fugir de toda a mentalidade mundana e algumas ideologias psicológicas, que afirmam que o coração deve ser ouvido e seguido para alcançar a felicidade. Deixe que eu, ou melhor, deixa que as Escrituras esclareçam isso para você:

O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?” (Jeremias 17.9)

Existe uma saída

Não sobreveio a vocês nenhuma tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar; pelo contrário, juntamente com a tentação proverá livramento, para que vocês a possam suportar” (1 Coríntios 10.13).

Deus conhece nossos limites e em sua Palavra Ele nos promete livramento, contudo é extremamente necessário esclarecer algumas coisas. Deus provavelmente não te teletransportará para outro lugar enquanto você estiver sendo tentado; Ele não “descerá” do céu e com as próprias mãos afastará a tentação para longe; Ele não escolherá suas ações por você. Existem diversas formas como Ele providenciará o escape, talvez seja através de amigos ou pessoas, as vezes impedindo que algum plano seu dê certo (sair de casa, trocar de emprego, ir viajar,…), ou talvez realmente aconteça algo sobrenatural. Mas, o melhor escape que podemos ter é a chance de escolher ceder a tentação ou não, e essa escolha está inteiramente ligada com aquilo que temos escolhido para alimentar nosso coração.

Lembre-se que Jesus foi levado pelo Espírito Santo ao deserto e ali foi tentado. O próprio Deus estava sendo tentado em áreas diferentes, mas sua resposta foi a mesma para cada uma de suas tentações: “Está escrito”. Essa resposta revela que Jesus deixava que seu coração fosse preenchido pelas Palavras de Deus Pai. O maior e melhor dos escapes já nos foi dado, chama-se Bíblia. Nela encontraremos a Verdade, sobre quem somos, sobre quem Deus é e sobre o que vale a pena nessa vida.

Meu coração que lute

Deus sempre provê uma saída, mas só será possível passar por essa porta se submetermos nosso coração a Cristo. Ele é quem manda, nEle há chance de falar “não”, pois Ele venceu todos os pecados na cruz. Sonde seu coração e não descanse até que as palavras do Senhor estejam escritas nele, não é atoa que Provérbios 7, versos de 1 a 3 aconselham: “Meu filho, guarde as minhas palavras e conserve os meus mandamentos em seu coração. Observe os meus mandamentos e você viverá; guarde a minha lei como a menina dos seus olhos. Amarre-os aos dedos, escreva-os na tábua do seu coração“.

Trave uma guerra contra seu coração e ele que lute para vencer o seu Senhor, o Deus dos exércitos.


JG

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s